Postado em 30 de Julho de 2014 às 11h47

BRASIL VAI AMPLIAR DEFESA COMERCIAL

SCL Consultoria e Negócios Internacionais Novo Conteúdo 01 O governo prepara uma reforma nos instrumentos de defesa comercial para apertar o cerco contra importações desleais e atender às novas demandas da indústria...

O governo prepara uma reforma nos instrumentos de defesa comercial para apertar o cerco contra importações desleais e atender às novas demandas da indústria após o reconhecimento do status da China como "economia de mercado"em 2016, o que poderia liberar uma onda de produtos chineses no Brasil. Depois de ajustar as chamadas medidas antidumping, que impedem a importação de produtos abaixo do custo de produção no país de origem, um novo decreto será publicado nos próximos meses para alterar as normas de aplicação de medidas compensatórias. Essas regras consistem em sobretaxas para inibir a compra de produtos com subsídios ilegais concedidos pelo país de origem. As informações estão na edição de hoje do jornal O Estado de S.Paulo.
Fonte: O Estado de S.Paulo

Veja também

Ascensão social na África atrai exportadores brasileiros01/09/14 "A África é a nova fronteira do mundo em desenvolvimento", declarou Carlos Abijaodi, diretor de desenvolvimento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) África: crescimento da região nos próximos 6 anos será de cerca de 10%, para especialistas São Paulo - O governo e os empresários brasileiros acreditam que o recente......
Secex revisa antidumping a importações de eletrodos07/04/14 Por Luci Ribeiro A Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Secex/MDIC) decidiu iniciar revisão de direito antidumping aplicado às importações......

Voltar para Blog (en)