Postado em 23 de Dezembro de 2013 às 14h58

Camex aplica medida antidumping para importações de pneus

  • SCL Consultoria e Negócios Internacionais -


Por Valor
BRASÍLIA - Após encerrar investigações, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu aplicar o direito antidumping definitivo, por um prazo de até cinco anos, às importações brasileiras de pneus novos de borracha de motocicletas originárias da Tailândia, China e do Vietnã e de refratários básicos magnesianos do México. As resoluções com a decisão da Camex foram publicadas, nesta quinta-feira, 19, no Diário Oficial da União (DOU).
O dumping — cobrança de valor inferior ao de produção, para conquista de fatias maiores do mercado — é considerado prática desleal de comércio. Por isso, o governo pode aplicar punições contra os exportadores para proteger a indústria nacional.
Segundo resolução da Camex, a Associação Nacional de Indústria de Pneumáticos (Anip) e Associação Brasileira de Fabricantes de Refratários (Abrafar) protocolaram, em dezembro de 2011, o pedido de investigação de dumping nas exportações de pneus e refratários para o Brasil.
(Valor)

© 2000 – 2013. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.

Leia mais em:
http://www.valor.com.br/brasil/3377216/camex-aplica-medida-antidumping-para-importacoes-de-pneus#ixzz2oItAVPeY

Veja também

TRIBUTÁRIO - MP 668/2015 AUMENTA ALÍQUOTAS DE PIS E CONFINS EM IMPORTAÇÕES02/04/15 O Governo Federal publicou dia 30/01/2015, a Medida Provisória nº 688/2015, que alterou a Lei 10.865/04 e definiu alíquotas maiores para o PIS (Programa de Integração Social - Importação) e a COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social - Importação), assim como restabeleceu a revogação da aplicabilidade de......
ARGENTINA DEVE VOLTAR A SER DESTAQUE NAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS EM 201629/12/15 A Argentina deve voltar a ser um importante parceiro comercial do Brasil em 2016. Para especialistas, a eleição de Mauricio Macri para a presidência do país vizinho deve facilitar a liberalização para o comércio......

Voltar para Blog (en)