Postado em 20 de Outubro de 2015 às 14h53

Missão Leva Empresas Para Panamá e República Dominicana

RODADAS DE NEGÓCIOS FOCAM SETORES COM OPORTUNIDADES DE EXPORTAÇÃO PARA ESSES MERCADOS

Organizada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), a Missão Empresarial à América Latina e Caribe promoverá encontros de negócios entre 39 empresas brasileiras e compradores do Panamá e República Dominicana, de 26 a 30 de outubro. Os setores participantes são Alimentos e Bebidas, Casa e Construção, Maquinas e Equipamentos, Higiene e Cosméticos.

Dentre as empresas estão 10 integrantes do Programa de Extensão Industrial Exportadora (PEIEX) e que estarão pela primeira vez em uma missão empresarial no exterior. As rodadas de negócios serão realizadas na Cidade do Panamá, e em Santo Domingo e Santiago de los Caballeros, na República Dominicana. Os empresários também participarão de seminários sobre o ambiente de negócios em cada país.

As exportações brasileiras para o Panamá se concentram principalmente em máquinas e equipamentos, produtos para construção, e medicamentos. Em 2014, as vendas totalizaram US$ 362 milhões e as importações foram de apenas US$ 9,4 milhões, com um saldo comercial amplamente positivo para o Brasil. Até setembro de 2015, as exportações brasileiras para o Panamá chegaram a US$ 215 milhões.

Já a República Dominicana comprou do Brasil um total de US$ 358,3 milhões em 2104 e vendeu US$ 21,5 milhões, gerando também um saldo comercial positivo para o Brasil. As exportações brasileiras para o país cresceram em 2015 e já atingiram os US$ 348,4 milhões até setembro de 2015. Os principais produtos exportados pelo Brasil para o país são dos setores de Casa e Construção, Máquinas e Equipamentos, Alimentos e Bebidas.

Fihav
Ao final da Missão, parte das empresas seguirão para Havana, Cuba, onde integrarão o pavilhão brasileiro da Feira Internacional de Havana (FIHAV), de 2 a 7 de novembro. A delegação brasileira na FIHAV será composta por 45 empresas dos setores de Casa e Construção; Alimentos e Bebidas; Higiene e Cosméticos; Máquinas e Equipamentos.

Feira comercial de maior importância em Cuba, a FIHAV é um importante meio de entrada para produtos e serviços brasileiros no mercado cubano. A Apex-Brasil organiza a participação de empresas brasileiras desde 2003. Em 2014, as 45 empresas participantes alcançaram o volume de US$ 120 milhões entre negócios imediatos e ao longo dos doze meses seguintes.

O Brasil é hoje o quarto maior fornecedor de produtos para Cuba, sendo superado por Venezuela, China e Espanha. Em 2014, a corrente de comércio entre Brasil e Cuba totalizou US$ 568,9 milhões. O valor exportado pelo Brasil para a ilha chegou a U$S$ 507,8 milhões e as importações brasileiras de produtos cubanos totalizaram US$ 61,1 milhões, com um saldo comercial favorável ao Brasil de US$ 446,7 milhões.

Entre os produtos exportados pelo Brasil para Cuba, merecem destaque: óleo de soja; arroz; farelo de soja; milho; carne de frango in natura; café cru; produtos de higiene pessoal e cosméticos; máquinas e aparelhos de uso agrícola; carne de boi industrializada e calçados.

  • SCL Consultoria e Negócios Internacionais -

Veja também

Camex reduz imposto de importação em informática14/10/14 A redução do tributo também foi concedida para a importação de fio de poliéster. Brasília - A Câmara de Comércio Exterior (Camex) reduziu o Imposto de Importação incidente sobre 9 itens de informática e sobre vários bens de capital, todos na condição de ex-tarifários. A redução do tributo......
Receita reduz tempo para liberar exportações06/11/13 Segundo a Receita, as mudanças farão o tempo médio de desembaraço das exportações cair de 3,19 dias para 2,12 dias. Brasília – A partir de hoje (5), as mercadorias vendidas para o exterior......

Voltar para Blog (en)