Postado em 29 de Dezembro de 2015 às 11h33

ARGENTINA DEVE VOLTAR A SER DESTAQUE NAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS EM 2016

SCL Consultoria e Negócios Internacionais A Argentina deve voltar a ser um importante parceiro comercial do Brasil em 2016. Para especialistas, a eleição de Mauricio Macri para a presidência do país vizinho deve...

A Argentina deve voltar a ser um importante parceiro comercial do Brasil em 2016. Para especialistas, a eleição de Mauricio Macri para a presidência do país vizinho deve facilitar a liberalização para o comércio e a queda de barreiras protecionistas.

Uma demonstração disso foi que, recentemente, o governo Macri anunciou a eliminação de uma barreira à importação e de impostos às exportações de trigo criados na gestão da ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner. Essa medida forçou o Brasil a procurar novos mercados para comercializar o produto básico, um dos principais em sua pauta exportadora.

No ano passado, a balança comercial entre os dois países atingiu US$ 139 bilhões, enquanto em 2013 somou US$ 3,1 bilhões. Em 2015 até novembro, o saldo melhorou (US$ 2,2 bilhões), mas ainda é inferior a iguais períodos de anos anteriores a 2014, conforme noticiado pelo jornal DCI.

fonte : Diário do Comércio e Indústria - DCI

Data de publicação: 28/12/2015

Veja também

Carne: Brasil quer exportar mais 1 milhão de toneladas17/02/14 Associações de exportadores e governo querem abrir novos mercados e ampliar as vendas externas atuais em 17,7% As associações brasileiras de exportadores de carne bovina, de frango e suína irão trabalhar para a abertura de novos mercados. A meta é aumentar as exportações destas carnes em um milhão de toneladas. No ano passado, o Brasil......
Secex revisa antidumping a importações de eletrodos07/04/14 Por Luci Ribeiro A Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Secex/MDIC) decidiu iniciar revisão de direito antidumping aplicado às importações......
Venezuela desacelera e PIB cresce só 1,1%28/11/13 De São Paulo A economia venezuelana cresceu 1,1% no terceiro trimestre do ano, dado que reforça a grande desaceleração do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano. Segundo o Banco Central do país, o PIB nos nove......

Voltar para Blog (es)