Postado em 30 de Julho de 2014 às 11h47

BRASIL VAI AMPLIAR DEFESA COMERCIAL

SCL Consultoria e Negócios Internacionais Novo Conteúdo 01 O governo prepara uma reforma nos instrumentos de defesa comercial para apertar o cerco contra importações desleais e atender às novas demandas da indústria...

O governo prepara uma reforma nos instrumentos de defesa comercial para apertar o cerco contra importações desleais e atender às novas demandas da indústria após o reconhecimento do status da China como "economia de mercado"em 2016, o que poderia liberar uma onda de produtos chineses no Brasil. Depois de ajustar as chamadas medidas antidumping, que impedem a importação de produtos abaixo do custo de produção no país de origem, um novo decreto será publicado nos próximos meses para alterar as normas de aplicação de medidas compensatórias. Essas regras consistem em sobretaxas para inibir a compra de produtos com subsídios ilegais concedidos pelo país de origem. As informações estão na edição de hoje do jornal O Estado de S.Paulo.
Fonte: O Estado de S.Paulo

Veja também

Curso sobre Exportação e Importação18/11/14 O Núcleo de Comércio Exterior da Associação Empresarial de Concórdia (COMEX) realizou na terça-feira, dia 11, no auditório do Hotel Caitá, a abertura de um curso básico em Exportação e Importação. O objetivo da iniciativa é transmitir informações básicas aos nucleados sobre procedimentos e normas......
África do Sul reabre mercado para carne suína brasileira, diz ABPA05/11/14 Por Luiz Henrique Mendes | Valor /04/11/2014 às 15h08 SÃO PAULO - Quase dez anos após proibir as compras de carne suína produzida no Brasil, a África do Sul reabriu seu mercado para o produto, informou hoje a......
De olho nas negociações de Mercosul e União Européia03/01/14 “O Brasil corre o risco de perder mais mercados para seus produtos agrícolas e agroindustriais na Europa caso o acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia não seja fechado. A avaliação é......

Voltar para Blog (es)