Postado em 24 de Fevereiro de 2014 às 14h02

Emirados querem investir na América do Sul

SCL Consultoria e Negócios Internacionais Novo Conteúdo 01 AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BRASIL- ÁRABE “Os Emirados Árabes Unidos querem ampliar a participação das receitas do comércio exterior em...

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BRASIL- ÁRABE

“Os Emirados Árabes Unidos querem ampliar a participação das receitas do comércio exterior em sua economia e apostam nos países sul-americanos para atingir esta meta. O subsecretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia dos Emirados Árabes, Abdullah Ahmad Al Saleh, afirmou a diretores da Câmara de Comércio Árabe Brasileira neste domingo (23), em Dubai, que o país do Golfo pretende ampliar as relações comerciais e investimentos nos países da América do Sul e da África nos próximos anos.
Da reunião participaram o diretor-geral da Câmara Árabe, Michel Alaby, o diretor de Relações Institucionais, Silvio Abdalla, o diretor para o Golfo, Mohamed Abdouni, e o executivo de negócios internacionais, João Paulo Paixão. Também esteve presente no encontro o cônsul dos Emirados no Brasil, Salem Alowais.
Saleh observou que o comércio bilateral dos Emirados com o Brasil cresceu aceleradamente na primeira década do século 21, mas nos últimos anos as trocas comerciais entre esses países se estabilizou e passou a crescer de forma mais moderada. Este fenômeno já havia sido percebido nas trocas comerciais dos Emirados com outros países, como a Índia, nos anos 1990.
“A estabilização das exportações e importações não ocorreu só nos negócios com o Brasil, mas com outros países também. A nossa previsão é que nos próximos anos fiquemos mais concentrados em investir em países da América do Sul e da África. Não significa que não existam oportunidade na Índia, China, Europa e América do Norte, mas América do Sul e África têm maior necessidade de investimentos”, afirmou Saleh.
Ele observou que o governo brasileiro tem feito concessões de estradas e aeroportos para a iniciativa privada e indicou que o setor de infraestrutura tem potencial para receber mais investimentos. Nos leilões de aeroportos realizados em 2012 e 2013 foram vencedores consórcios que tinham entre suas sócias empresas da África do Sul, Alemanha e Cingapura. O governo brasileiro ainda prepara as concessões de portos e ferrovias para este ano.
Alaby e Saleh discutiram a realização de um seminário para apresentar aos empresários dos Emirados as oportunidades e o ambiente de negócios do Brasil. “Queremos informar os homens de negócios daqui quais setores são atrativos, qual a lucratividade que podem ter em negócios com o Brasil, como negociar com o País. Podemos iniciar novos desafios e podemos ter uma parceria comercial ampla com vocês”, disse o subsecretário. Ainda não há uma data definida para a realização deste evento, mas Alaby sugeriu que seja ainda este ano, durante feira Big 5, de construção civil, em novembro.”

http://www.anba.com.br/noticia/21862997/oportunidades-de-negocios/emirados-querem-investir-na-america-do-sul/

Veja também

A anatomia de um navio cargueiro que traz produtos da China 20/02/14 Navios gigantescos fazem viagens transoceânicas para trazer os seus produtos. Mas como eles são por dentro? Por Renan Hamann em 22 de Fevereiro de 2013 Para muitos, isso não chega a ser uma novidade, mas é preciso dizer que boa parte dos dispositivos eletrônicos que você consome é fabricada na China. O baixo custo da mão de obra é um dos principais......
Borges: Estabilidade do câmbio torna país mais competitivo25/03/14 Brasília (21 de março) - O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges, destacou, nesta sexta-feira, a estabilidade do câmbio como fator para a retomada das exportações brasileiras.......
Avicultura espera semestre melhor para compensar ano morno 08/07/14 São Paulo- A indústria de aves do Brasil dependerá de um bom desempenho no segundo semestre para atingir suas projeções de crescimento para 2014, depois de um primeiro semestre marcado por um consumo mais moderado que o......

Voltar para Blog (es)