Postado em 21 de Janeiro de 2014 às 17h06

Exportação de produtos orgânicos chegou a 130 milhões de dólares

SCL Consultoria e Negócios Internacionais Novo Conteúdo 01 Crescimento mundial foi em torno de 10% Foto: Ilustração Estima-se que o mercado global dessa categoria de produtos - que não recebem tratamentos ou componentes...

Crescimento mundial foi em torno de 10%
Foto: Ilustração

Estima-se que o mercado global dessa categoria de produtos - que não recebem tratamentos ou componentes químicos - faturou US$ 60 bilhões em 2013
20/01/2014 às 10:36
G1 / A. Colman

A Organics Brasil, entidade que reúne 74 empresas brasileiras exportadoras de produtos e alimentos orgânicos, fechou o ano passado com geração de US$ 130 milhões em negócios, em meio à estabilidade registrada pelo setor no ano, com crescimento mundial em torno de 10%.
"Temos a meta quantitativa de atingir 100 empresas brasileiras no mercado internacional em 2014. Sabemos que quantidade não representa qualidade, e neste caso, vamos dar maior foco no valor agregado", afirmou Ming Liu, coordenador executivo do Projeto Organics Brasil, em nota.
"O Brasil ainda tem a imagem de fornecedor de matéria prima. Vamos investir no 'branding' dos produtos, promover interesse em inovar e melhorar o nível de empreendedorismo sustentável dos produtores, cooperativas e empresas", diz.
Segundo Liu, a prioridade é mostrar os diferenciais dos produtos orgânicos brasileiros neste ano de Copa. "Nosso país tem este potencial de trazer ao mercado suas histórias e seus produtos, que na maioria dos casos já é orgânico por natureza. No mercado internacional vemos que os consumidores valorizam os produtos dos biomas, como o açaí na Europa e nos Estados Unidos e; mais recente; a erva mate no Japão".
Estima-se que o mercado global dessa categoria de produtos - que não recebem tratamentos ou componentes químicos - faturou US$ 60 bilhões em 2013, com a adoção de medidas importantes para o setor, como os convênios de equivalências de certificações entre os mercados europeu e americano e, a partir de 2014, entre o Japão e os Estados Unidos. O Brasil está em negociação para um convênio de equivalência com o Mercado Comum Europeu, que potencializará os negócios em curto prazo.

Veja também

Definido consórcio que irá fazer os estudos e o projeto da Ferrovia da Integração24/09/14 O governo federal, por meio da empresa pública Valec – Engenharia, Construções e Ferrovias S/A, concluiu a licitação para elaboração dos estudos e do projeto da Ferrovia da Integração, que vai ligar o Extremo Oeste ao Litoral. O Consórcio Contécnica-Enefer-Topocart apresentou a melhor proposta. O resultado da......
Receita reduz tempo para liberar exportações06/11/13 Segundo a Receita, as mudanças farão o tempo médio de desembaraço das exportações cair de 3,19 dias para 2,12 dias. Brasília – A partir de hoje (5), as mercadorias vendidas para o exterior......
Produtores de frutas buscam mercado no exterior06/01/14 AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BRASIL- ÁRABE “Um grupo com 12 empresas vai buscar mais mercado internacional para as frutas brasileiras em fevereiro. Elas participam da Fruit Logistica, uma das maiores feiras para frutas in natura do mundo,......

Voltar para Blog (es)