Postado em 09 de Dezembro de 2013 às 15h50

Mais bens de capital têm tarifa de importação reduzida

SCL Consultoria e Negócios Internacionais Novo Conteúdo 02 A nova alíquota incidente sobre os produtos será de 2% e valerá durante todo o ano de 2014. Brasília - A Câmara de Comércio Exterior (Camex)...

A nova alíquota incidente sobre os produtos será de 2% e valerá durante todo o ano de 2014.

Brasília - A Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicou nesta segunda-feira, 9, no Diário Oficial da União (DOU) resolução que reduz o imposto de importação de mais de 100 bens de capital, todos na condição de ex-tarifários.

A nova alíquota incidente sobre os produtos será de 2% e terá vigência até 31 de dezembro de 2014.

A lista dos produtos com tarifa reduzida inclui itens como motores marítimos de pistão, máquinas automáticas para etiquetagem de garrafas e frascos, amassadeiras de colunas em aço inoxidável, prensas de alta velocidade para estampar terminais técnicos e metálicos, máquinas de moldar retentores e juntas de borracha, entre outros.

http://exame.abril.com.br/economia/noticias/mais-bens-de-capital-tem-tarifa-de-importacao-reduzida

Veja também

Borges: Estabilidade do câmbio torna país mais competitivo25/03/14 Brasília (21 de março) - O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges, destacou, nesta sexta-feira, a estabilidade do câmbio como fator para a retomada das exportações brasileiras. Na avaliação do ministro, com a cotação do dólar estável entre R$ 2,30 e R$ 2,40, os empresários podem melhor......
EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CARNE DE FRANGO DEVEM CRESCER 5% EM 201515/07/15 As exportações de carne de frango do Brasil deverão crescer 5% em 2015, com o País ganhando com o espaço deixado pelos EUA e com a abertura de novos mercados, projetou a Associação Brasileira de Proteína......
BRASIL VAI AMPLIAR DEFESA COMERCIAL30/07/14 O governo prepara uma reforma nos instrumentos de defesa comercial para apertar o cerco contra importações desleais e atender às novas demandas da indústria após o reconhecimento do status da China como "economia de......

Voltar para Blog (es)