Postado em 06 de Novembro de 2013 às 08h55

Porto australiano tem exportação recorde para China

Camex reduz Imposto de Importação por desabastecimento

Camex reduz Imposto de Importação por desabastecimento
26/11/2013

Camex reduz Imposto de Importação por desabastecimento
Brasília (26 de novembro) - Foi publicada hoje, no Diário Oficial da União (DOU), a Resolução Camex n° 96 que reduz, por doze meses, o Imposto de Importação de cinco produtos, por desabastecimento temporário no mercado brasileiro. As tarifas foram reduzidas para 2%, de acordo com as descrições, cotas e prazos especificados no quadro abaixo.



NCM Descrição Cota Prazo Tarifas
2904.90.14 4-Cloro-alfa,alfa,alfa-trifluor-3,5-dinitrotolueno 3.600 toneladas 12 meses
De: 14%

Para: 2%

2921.11.11 Monometilamina 60 toneladas 12 meses
De: 12%

Para: 2%

2921.19.11 Monoetilamina e seus sais 738 toneladas 12 meses
De: 14%

Para: 2%

2823.00.10 Tipo anatase 8.000 toneladas 12 meses
De: 10%

Para: 2%

O Dinitro (4-Cloro-alfa,alfa,alfa-trifluor-3,5-dinitrotolueno), classificado com o código 2904.90.14 da Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM), é utilizado para realizar a síntese da flumetralina (herbicida) e da trifluralina (regulador de crescimento). Os herbicidas à base de trifluralina combatem pragas em diversas culturas agrícolas.

O Dimetoato, código 2921.11.11 da NCM, é derivado da Monometilamina, e serve para a formulação de inseticidas para as culturas de algodão, citros, maçã, rosa, tomate e trigo.

A Monoetilamina, código 2921.19.11 da NCM, é utilizada na síntese da Sulfluramida (princípio ativo de inseticidas) e da Atrazina (princípio ativo de herbicidas).
Os inseticidas à base de Sulfluramina combatem formigas cortadeiras. Já os herbicidas à base de Atrazina são utilizados no combate de diversas pragas.

A Di-n-propilamina, código 2921.19.22 da NCM, serve para síntese da Trifluralina, utilizada para combater diversas pragas na agricultura.

Na cadeia de fibras e filamentos químicos (poliéster, viscose, poliamida e acetato de celulose), o óxido de titânio tipo anatase, código 2823.00.10 da NCM, serve para dar opacidade aos produtos que passarão por processo de tinturaria.

As alterações da alíquota do Imposto de Importação estão previstas na Resolução GMC nº 08/08, do Grupo Mercado Comum, que autoriza a redução do tributo em caso de desabastecimento temporário. A Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) poderá editar norma complementar, para estabelecer os critérios de alocação das cotas estipuladas.

Exportações de ferro do Port Hedland subiram 10% em outubro ante setembro, para 25,2 milhões de toneladas.

Sydney - As exportações australianas de minério de ferro para a China saindo de Port Hedland, que lida com cerca de um quinto do comércio marítimo global da commodity, subiram 10 por cento em outubro ante setembro, estabelecendo um recorde e destacando o porquê do trabalho maciço para desenvolver mais minas no país.

Os embarques para a China em outubro subiram para 25,2 milhões de toneladas, alta de 43 por cento sobre um ano antes, mostraram os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Port Hedland.

As exportações totais de minério de ferro do porto, para todos os destinos, ficaram estáveis ​​em outubro na comparação com setembro, em cerca de 29 milhões de toneladas, mas representaram um aumento de 33 por cento ante o ano anterior.

Port Hedland é usado pelas mineradoras BHP Billiton, Fortescue Metals Group e Atlas Iron para transportar carregamentos de minério de ferro que devem passar de 200 milhões de toneladas neste ano.

A BHP recentemente elevou sua meta de produção de minério de ferro para o ano de 2013, a fim de tentar capturar uma parte maior do crescente mercado de matérias-prima da China.

As rivais da BHP também estão expandindo suas operações no cinturão ocidental de minério de ferro da Austrália. A Rio Tinto está correndo para elevar sua produção anual em 10 por cento, para 290 milhões de toneladas, enquanto a Fortescue está a caminho de elevar sua produção para 155 milhões de toneladas.

Os números fornecidos por Port Hedland não incluem os embarques da Rio Tinto, que usa diferentes portos australianos.

Fora da Austrália, a Vale, maior mineradora de minério de ferro do mundo, está expandindo sua produção para uma meta de 480 milhões de toneladas até 2018.

Os envios para o Japão através de Port Hedland caíram em outubro para 1,6 milhão de toneladas, ante 2,2 milhões em setembro. Os embarques para a Coreia do Sul, por sua vez, recuaram para 1,4 milhão de toneladas, ante 2,9 milhões anteriormente.

A China deve depender mais das importações para o fornecimento de minério de ferro, uma vez que enfrenta um declínio no teor e na produção doméstica da commodity, disse um funcionário da Associação de Ferro e Aço da China (CISA, na sigla em inglês).

As importações chinesas de minério de ferro representaram quase 70 por cento de seu consumo total em 2012, segundo o oficial.

Fonte: http://exame.abril.com.br

Veja também

IMPORTAÇÃO MILÃO03/07/14   Designer curitibana Sandra Kanayama produz em Milão peças minimalistas, marcadas pela modelagem impecável e qualidade dos tecidos. A estilista acaba de trazer de Milão para Curitiba a coleção inverno 2014 através da assessoria da empresa SCL Consultoria e Negócios Internacionais....
Receita conta com moderno scanner para verificar cargas17/07/14 Os procedimentos de importação e exportação de mercadorias e produtos estão acontecendo com maior segurança e agilidade na ACI – Área de Controle Integrado de Cargas no município de Dionísio......

Voltar para Blog (es)