Postado em 06 de Janeiro de 2014 às 11h44

Produtores de frutas buscam mercado no exterior

SCL Consultoria e Negócios Internacionais Novo Conteúdo 01 AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BRASIL- ÁRABE “Um grupo com 12 empresas vai buscar mais mercado internacional para as frutas brasileiras em fevereiro. Elas participam da...

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BRASIL- ÁRABE

“Um grupo com 12 empresas vai buscar mais mercado internacional para as frutas brasileiras em fevereiro. Elas participam da Fruit Logistica, uma das maiores feiras para frutas in natura do mundo, que ocorre em Berlim, na Alemanha, de 05 a 07 de fevereiro deste ano. A mostra costuma receber importadores do mundo todo, inclusive do mercado árabe.

Feira recebe importadores de várias partes do mundo

De acordo com Paulo Filho, gerente de projetos do Brazilian Fruit, projeto de incentivo às exportações do setor, os importadores árabes participam da Fruit Logistica pela importância da feira. “A feira á um ponto de encontro entre a oferta e a procura, uma das maiores feiras do mundo”, afirma Paulo, ressaltando que ela atrairia importadores onde quer que fosse e que é um espaço importante para se conhecer as novidades do segmento, como está a concorrência em cada produto, o que está acontecendo no mercado, etc.
Na edição do ano passado, a participação brasileira rendeu contatos com 512 compradores da Europa, Ásia, Oriente Médio e América Latina, que resultaram em negócios de US$ 23 milhões e perspectivasde mais US$ 102 milhões em pedidos futuros. O projeto Brazilian Fruit é levado adiante pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e pelo Instituto Brasileiro de Frutas (Ibraf).
Em 2014 participam da mostra em Berlim as empresas Agrícola Famosa, Caliman, Cutrale, Fermac, Itacitrus, Jaguacy Brasil, Rigesa, Salute, UGBP, GBI, HLB e Grupo JB. O mercado europeu representa 70% dos clientes das empresas integrantes do Brazilian Fruit, segundo Paulo. “Não há como ficar de fora”, diz o gerente. A mostra é voltada principalmente para frutas in natura e o Brasil levará produtos como limão, laranja, abacaxi, abacate e mamão.
No Oriente Médio, segundo Filho, entre as frutas que são mais vendidas estão o limão e o açaí. Mas a região também demanda produtos como água de coco, suco de laranja, mamão papaia e melancia. “Há uma participação forte do Oriente Médio, mas pela questão geográfica, a maior participação é europeia”, afirma o executivo. Outras regiões, no entanto, como as Américas do Norte e Latina, costumam estar representadas. “Há uma participação cada vez maior do Leste Europeu”, conta o gerente do Brazilian Fruit.
A Fruit Logistica espera receber 58 mil visitantes de mais de 130 países. Ela terá 2.500 empresas expositoras de cerca de 80 países. Além de exposição e negócios, a mostra promove prêmios e espaços para discussão de questões mundiais do segmento.”

http://www.anba.com.br/noticia/21861974/oportunidades-de-negocios/produtores-de-frutas-buscam-mercado-no-exterior/

WEBSITE DA FEIRAhttp://www.fruitlogistica.de/en/

Veja também

OMC desbloqueia Rodada de Doha na conferência de Bali09/12/13 Bangcoc - A Organização Mundial do Comércio (OMC) conseguiu desbloquear a Rodada de Doha, paralisada desde 2008, com um acordo alcançado neste sábado na ilha de Bali, na Indonésia, que vai permitir avanços na liberalização do comércio internacional. 'Desta vez houve consenso entre todos os membros', anunciou o diretor-geral da OMC, o......
A anatomia de um navio cargueiro que traz produtos da China 20/02/14 Navios gigantescos fazem viagens transoceânicas para trazer os seus produtos. Mas como eles são por dentro? Por Renan Hamann em 22 de Fevereiro de 2013 Para muitos, isso não chega a ser uma novidade, mas é preciso dizer que......
23.2.2015 - Alta do dólar aproxima câmbio da taxa de equilíbrio23/02/15 Apesar de encarecer as importações e pressionar a inflação, a alta acumulada de 8,3% do dólar este ano tem um efeito benéfico para a economia brasileira. Atualmente em R$ 2,87, o câmbio comercial aproxima-se da......

Voltar para Blog (es)