Postado em 06 de Novembro de 2013 às 08h58

Receita reduz tempo para liberar exportações

Segundo a Receita, as mudanças farão o tempo médio de desembaraço das exportações cair de 3,19 dias para 2,12 dias.

Brasília – A partir de hoje (5), as mercadorias vendidas para o exterior poderão ser embarcadas mais rapidamente.

A Receita Federal simplificou o sistema de desembaraço de exportações, automatizando a entrega de documentos e diminuindo as exigências para a prestação de esclarecimentos.

Segundo a Receita, as mudanças farão o tempo médio de desembaraço das exportações cair de 3,19 dias para 2,12 dias.

Até agora, a Receita exigia a entrega da declaração de exportação (DE) e dos demais documentos instrutivos do despacho em todas as vendas externas. Agora, a documentação só precisará ser enviada se a mercadoria for selecionada para os canais laranja ou vermelho, que exigem conferência na alfândega.

De acordo com o órgão, somente 12% das declarações aduaneiras passam por esses canais.

Para as mercadorias selecionadas para o canal verde, que dispensam a conferência nos postos aduaneiros e correspondem a 88% das vendas externas, o desembaraço será automático. Segundo a Receita, isso reduzirá os custos operacionais para o exportador.

Além de reduzir as exigências, a Receita automatizou o processo de entrega de documentos.

O envio agora será feito de forma eletrônica, eliminando a necessidade de o exportador ou um representante ir a repartições da alfândega para apresentar as declarações em papel de forma antecipada.

Pelas estimativas da Receita, o novo sistema eliminará cerca de 90 mil atendimentos mensais nas unidades aduaneiras. Segundo o órgão, as mudanças também permitirão tornar mais eficiente a gestão de recursos humanos.

Fonte: http://exame.abril.com.br/

Veja também

Anvisa renova licença do Porto de Itajaí08/01/14 A TRIBUNA Publicado em 07-01-2014. “A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) renovou a autorização para o Porto de Itajaí (SC) armazenar alimentos, medicamentos, matérias-primas e insumos farmacêuticos em recintos alfandegados. A gerente de Meio Ambiente do Porto, Medelin Pitrez dos Santos, disse que o complexo já opera esses......
China deve crescer 7,6% em 2013, diz relatório do governo26/12/13 SÃO PAULO - A economia chinesa deve crescer 7,6% em 2013, ligeiramente abaixo dos 7,7% registrados em 2012, de acordo com relatório do Conselho de Estado do país divulgado pela agência de notícias oficial Xinhua. O......
Ao completar cem anos, Canal do Panamá alarga acesso para faturar mais29/04/14 Passagem de 80 quilômetros entre oceanos Atlântico e Pacífico é alargada para receber mais e maiores navios. Com maior projeto de construção da história panamenha, administradora da rota espera duplicar sua......

Voltar para Blog (es)