Blog

Postado em 12 de Janeiro de 2015 às 17h41

12.1.2015 - Produção de grãos deve aumentar e chegar a 202 milhões de toneladas, diz Conab (Agência Brasil)

Exportação (39)
SCL Consultoria e Negócios Internacionais Novo Conteúdo 01 A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou no dia (9) balanço da produção de grãos no Brasil. De acordo com os dados, o país deve produzir,...

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou no dia (9) balanço da produção de grãos no Brasil. De acordo com os dados, o país deve produzir, na safra 2014/2015, 202,18 milhões de toneladas. O número representa aumento de 4,5% com relação à última safra. A previsão também cresceu em relação à estimativa anterior, que era 201,55 milhões de toneladas. Com relação à área plantada, houve aumento de 1,3% (de 56,98 milhões para 57,8 milhões de hectares). Este é o quarto levantamento da safra atual.

"Nós tínhamos feito uma previsão de aumento da safra que está sendo superada pela realidade", disse a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, ao comentar os dados. Segundo ela, em razão da venda antecipada, da valorização do dólar e do aumento da produção, os produtores não foram atingidos por quedas de preços de algumas commodities. Na próxima safra, no entanto, devem ser afetados negativamente pela alta da moeda norte-americana, já que importam adubos e fertilizantes.

"A valorização do dólar e o aumento da produção fizeram com que os produtores ficassem em uma situação confortável. Estão com custos [de produção] defasados. Deveremos ter um problema na próxima safra [com aumento de custos]. O PIB [Produto Interno Bruto] do agronegócio em 2015 deve ser melhor que em 2014", afirmou a ministra. Ela destacou ainda que as importações da China aumentaram. "[O país] aumentou as importações, decepcionando quem imaginava que a China teria um recuo", disse.

De acordo com o presidente da Conab, Rubens Rodrigues dos Santos, a previsão para a colheita de grãos ainda pode crescer. "A tendência do milho de segunda safra e a produtividade da soja podem fazer com que tenhamos um ano ainda melhor", disse. Kátia Abreu lembrou que, apesar da queda de preços do milho em razão do excesso de produção, o Brasil continua sendo o segundo maior exportador mundial do grão.

A soja é o destaque entre as culturas do país, com aumento de 11,4% da produção, prevista para ficar em 95,9 milhões de toneladas. A Conab promoveu a pesquisa entre os dias 14 e 20 de dezembro. O trabalho é feito em parceria com agrônomos, técnicos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de cooperativas, secretarias de Agricultura, órgãos de assistência técnica, agentes financeiros e revendedores de insumos, que fornecem as informações à estatal.

Fonte: Agência Brasil - notícia de 9.1.2015

Veja também

Avicultura espera semestre melhor para compensar ano morno 08/07/14 São Paulo- A indústria de aves do Brasil dependerá de um bom desempenho no segundo semestre para atingir suas projeções de crescimento para 2014, depois de um primeiro semestre marcado por um consumo mais moderado que o inicialmente previsto, disseram analistas e especialistas. O aumento das exportações no semestre foi inferior a 1 por cento, ante previsão......
Exportações catarinenses crescem 6,5% em junho16/07/14 Pesquisa indica China como o principal comprador dos produtos embarcados em SC. A alta nas exportações em 2014 tem forte participação da China, que acumula elevação de 39,85% nas compras (Foto:......

Voltar para Blog (pt)