Blog

Postado em 21 de Maio de 2019 às 10h13

As habilitações de Radar passam a ter validade de 6 (seis) meses

Importação (25)Exportação (39)


Na última semana, a Receita Federal alterou a Instrução Normativa 1.893/2019 a qual trata sobre a validade da habilitação (Radar) de pessoa física ou jurídica operar no Comércio Exterior.
Até o momento, a validade da habilitação no Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex) era de 18 meses e a partir de então passa a ter validade de 6 meses. Cabe destacar que a validade é renovada automaticamente a cada operação de comércio exterior realizada no sistema.
De acordo com a Receita Federal a normativa busca aprimorar seu gerenciamento de risco, ao ajustar a base de empresas habilitadas à base de empresas com efetiva operação no comércio exterior ou com real intenção de operar a médio prazo.
A iniciativa se soma ao recém-criado Portal Habilita, que permite aos exportadores e importadores se habilitarem para operar no comércio exterior com mais facilidade. Essas iniciativas buscam simplificar e desburocratizar os processos da Receita Federal por meio de melhorias contínuas na fluidez e no controle no comércio exterior brasileiro.

Fonte: http://receita.economia.gov.br/noticias/ascom/2019/maio/habilitacoes-no-siscomex-passam-a-ser-validas-por-seis-meses

Veja também

Camex aplica medida antidumping para importações de pneus23/12/13 Por Valor BRASÍLIA - Após encerrar investigações, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu aplicar o direito antidumping definitivo, por um prazo de até cinco anos, às importações brasileiras de pneus novos de borracha de motocicletas originárias da Tailândia, China e do Vietnã e de refratários básicos......
Ascensão social na África atrai exportadores brasileiros01/09/14 "A África é a nova fronteira do mundo em desenvolvimento", declarou Carlos Abijaodi, diretor de desenvolvimento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) África: crescimento da região nos......
BRASIL QUER 10% DO COMÉRCIO MUNDIAL DO AGRONEGÓCIO26/02/16 Atualmente, Brasil tem 7% de participação nesse segmento no mercado externo. De olho no desempenho do agronegócio nos últimos anos, o Governo Federal anunciou na última quinta-feira (28) que pretende em 2016 aumentar as......

Voltar para Blog (pt)